Um dia em Miami - por Anderson Pedreira

Publicado em 05/05/2015 às 09h55

Esse é o terceiro post, e nele vou falar um pouco, pouco mesmo, sobre Miami. Lendo o texto vocês vão entender porque vou falar pouco sobre a cidade...

Como disse no post anterior, saímos do cruzeiro no MSC Divina num sábado pela manhã, por volta de sete e meia, e fomos pegar o carro alugado na Alamo. Não escolhi a retirada no aeroporto, pois havia um posto mais próximo, localizado no Miami Downtown Intercontinental, que fica no máximo a uns dez minutos de táxi a partir do porto.

Saindo do cruzeiro, quem tiver alugado carro no aeroporto tem direito a um transfer porto-aeroporto da própria Alamo, mas preferi retirar lá no Downtown Intercontinental, pois era quase ao lado do hotel em que ficamos e a uns quinhentos metros da entrada do Bayside Marketplace, um shopping de onde sai o Big Bus (ônibus turístico que faz tour pela cidade), tem ótimas lojas e restaurantes e que seria nosso próximo destino.

A retirada do carro foi muito tranquila, não fui “forçado” a aceitar nenhum opcional e o carro, uma Dodge Grand Caravan, estava excelente. Limpo, sem barulhos ou cheiros estranhos, pneus muito bons, enfim, em excelente estado.

Como a turma estava cansada, decidimos tentar um early check-in no hotel, o Courtyard by Marriot Miami Downtown, duas ruas cima da Alamo. Chegando lá, apesar da boa vontade do pessoal da recepção e da possibilidade de fazer o check-in, simplesmente não havia vagas.

Nosso planejamento inicial era irmos para o Bayside Marketplace e pegar o Big Bus para fazer um tour por Miami, mas decidimos deixar para o dia seguinte e fomos direto para o Miami Seaquarium, onde tínhamos reserva para nadar com golfinhos às 1230.

 

 

 

 

 

 

 

 

Essa atividade com golfinhos no Miami Seaquarium foi marcada com antecedência, em outubro. Preenchi e enviei o formulário existente no site e recebi uma resposta dizendo que alguém do setor responsável entraria em contato comigo por telefone em 48 horas úteis, para confirmação. Não acreditei, achei que teria que tentar a reserva na hora, mas quebrei a cara...antes das tais 48 horas recebi a ligação deles, confirmando data, hora e quantidade de pessoas. O pagamento foi feito com cartão de crédito no momento da ligação mesmo. Pouco depois, recebi o voucher do Miami Seaquarium no email. Valeu muito a pena e é mais barato que o Discovery Cove, em Orlando.

 

 

 

 

 

 

 

 

Como chegamos com o parque abrindo, aproveitamos tudo! Além da atividade com golfinhos há, também, show com golfinhos e leões-marinhos, apresentações sobre tubarões, manatees, etc. É um lugar muito agradável e voltado para crianças. Um detalhe...na entrada, todos ganhamos uma “raspadinha”. Quando raspei a minha, lá estava o prêmio, um passe anual de 2015 para duas pessoas! Como não o usaríamos, decidi presentear um casal residente em Miami que estava lá com seus 4 filhos. Foi legal a reação do cara, que não acreditava naquilo...

Saímos do Miami Seaquarium com uma excelente impressão e fomos explorar o Bayside Marketplace, de onde saímos no fim da tarde para fazer o check-in no hotel. Detalhe: andamos MUITO pelo Bayside e só conseguimos conhecer o piso inferior. As meninas se acabaram na Victoria’s Secret, Skechers e na Disney Store. Eu? Fiquei de carregador, rsrsrs.

 

O Courtyard by Marriot Miami Downtown é um excelente hotel. Próximo ao Bayside (dá pra ir a pé, se desejar), das saídas para as vias expressas e a uns cinquenta metros do Restaurante Camilla’s de Miami. Os quartos são amplos e bem arrumados e, se desejar, você pode estacionar no seu próprio andar, já que todos os andares têm garagem e a chave do quarto abre o acesso para a garagem, evitando aquele sobe e desce de malas pelo elevador. Para o café, tem um Starbuck’s no próprio lobby.

Como estávamos realmente cansados, decidimos jantar no Camilla’s e aproveitar a noite para nos recuperarmos um pouco, já que na outra manhã iríamos fazer o city tour e depois pegar a estrada para Orlando.

Na manhã de domingo, bem cedo, fizemos o check-out no Marriot sem problemas e muito rápido e seguimos direto para o Bayside. Antes de irmos para o city tour, eu disse para as minhas meninas irem rodar, pois eu precisava comprar dois chips da T-Mobile para substituir os chips da Easysim 4U, conforme orientação do Raffick, para sanar uma pane ocorrida com os chips originais. Fui até o quiosque, comprei os chips, coloquei nos aparelhos, tudo funcionando OK, conforme disse o pessoal da Easysim 4U, e voltei para onde larguei minha turma, uma loja chamada Wet Seal.

A partir daí o planejamento foi para o buraco...

 

 

 

 

 

 

 

 

A tal da loja Wet Seal estava com uma promoção de Natal, com todas as peças por até 15 dólares. Sim...TODAS!!! Blusas, jaquetas, saias, vestidos, botas, jeans, casacos, calças, etc, etc, etc...TUDO por até 15 dólares!

Difícil constatar o que aconteceu?

- Mas e o city tour??? 
- Que city tour??? Pega essa blusa que está aí no alto, por favor?
- E Miami Beach, amor? 
- Deixa pra próxima, querido. Filha, essa calça está linda!!!
- E Little Havana, filha? Art Déco District?
- Se der tempo a gente vai, pai...Mããããeee, olha essa bota!!!!!

Elas ficaram três horas dentro da loja!!! Todo o tempo que tínhamos planejado para o city tour! Almoçamos no Five Guys e pegamos a estrada para Orlando com duas horas de atraso, o que nos fez chegar debaixo de uma chuva descomunal e já à noite. Pelo menos o carro ajudou muito, o GPS funcionou muito bem e as estradas e os pontos de apoio são excelentes!

E foi isso o que conhecemos de Miami...porto, Downtown, Bayside Marketplace e Miami Seaquarium...mas valeu a pena...muito!

Abração e até o próximo post!

Enviar comentário

voltar para Relatos de Viagens !!!!

left show tsN fwB|left tsN fwR fsN|left show fwR|b01 bsd c10|||news login fwB tsN fwR tsY b01 c05 bsd|normalcase fsN fwR c10|b01 c05 bsd|login news c05|tsN normalcase fwR c05|b01 normalcase c05 bsd|content-inner||